Ao acessar alguns sites, serviços de e-commerce, ou qualquer outra plataforma digital que exige um cadastro do usuário, como redes sociais, você provavelmente já deve ter sido surpreendido cominformações sobre uma política de privacidade. Basicamente, ela diz respeito a como os dados dos usuários serão tratados, o que a empresa pretende fazer com aquelas informações e quais são os limites de segurança para seu compartilhamento.

Mas o que exatamente é uma política de privacidade? Observância do Código de Defesa do Consumidor e do Marco Civil da Internet
No Brasil, desde a década de 1990, o Código de Defesa do Consumidor já previa um tratamento especial dado pelas empresas às informações sobre seus clientes.
O e-commerce não era tão expressivo em termos relativos como é agora, mas já se apontava, naquela época, a necessidade de não passar esses dados entre uma empresa e outra, bem como de manter o sigilo organizacional desse tipo de informação na empresa. Além disso, em 2014, a legislação brasileira ganhou uma regulação específica para o mundo virtual, o Marco Civil da Internet.

Essa lei estabeleceu direitos e garantias para os usuários, além de determinar regras claras de responsabilidade para os setores público e privado. Especificamente em relação à privacidade dos usuários, a lei determina especificamente a proteção da privacidade, dos dados pessoais e da segurança das redes. Além disso, há previsão específica de responsabilidade civil dos agentes de acordo com suas atividades e obrigações. Na prática, o que isso significa? Provedores de aplicação (sites de conteúdo, redes sociais, aplicativos, etc.) devem manter o sigilo das comunicações trocadas entre usuários e de seus dados pessoais. Mas o que exatamente é uma política de privacidade?

Observância do Código de Defesa do Consumidor e do Marco Civil da Internet No Brasil, desde a década de 1990, o Código de Defesa do Consumidor já
previa um tratamento especial dado pelas empresas às informações sobre seus clientes. O e-commerce não era tão expressivo em termos relativos como é agora,
mas já se apontava, naquela época, a necessidade de não passar esses dados entre uma empresa e outra, bem como de manter o sigilo organizacional desse tipo de informação na empresa. Além disso, em 2014, a legislação brasileira ganhou uma regulação específica para o mundo virtual, o Marco Civil da Internet.

Essa lei estabeleceu direitos e garantias para os usuários, além de determinar regras claras de responsabilidade para os setores público e privado.
Especificamente em relação à privacidade dos usuários, a lei determina especificamente a proteção da privacidade, dos dados pessoais e da segurança das redes. Além disso, há previsão específica de responsabilidade civil dos agentes de acordo com suas atividades e obrigações.

Na prática, o que isso significa?
Provedores de aplicação (sites de conteúdo, redes sociais, aplicativos, etc.) devem manter o sigilo das comunicações trocadas entre usuários e de seus dados pessoais.

Transparência
Esse é um dos principais valores buscados pelas empresas de internet atualmente. O mercado online é muito dinâmico, exigindo de seus empreendedores rápida adaptabilidade e a necessidade de se adequar às novas exigências dos consumidores. Quanto mais transparente for a relação entre empresa e usuário, melhores serão os resultados desses empreendimentos. Nesse contexto, transparência, segurança, confiabilidade e proteção de dados pessoais são medidas essenciais a serem tomadas pelas empresas.

Nossa Política de Privacidade é amparada no Código de Defesa do Consumidor e pelo Marco Civil da Internet.
A Livraria Eranthus mantém uma relação de transparência respeito com seus clientes, utilizando os mais modernos sistemas tecnológicos e regras de segurança para proteger a privacidade de todos os usuários do site durante o seu processo de navegação e compras. Não utilizamos spans. Se autorizados, enviamos e-mails com novidades sobre lançamentos de nossos produtos com links para o nosso site.

As informações pessoais do cliente garantem a e segurança no pagamento assim como a entrega. É muito importante que o cliente mantenha seus dados sempre atualizados. Garantimos sigilo absoluto e damos a garantia de que não compartilhamos esses dados com terceiros.

Colocamo-nos à disposição para qualquer informação adicional se for necessária.

Código de Defesa do Consumidor
https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8078.htm?utm_source=blog&utm_campaign=rc_blogpost

Marco Civil da Internet.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-
2014/2014/lei/l12965.htm?utm_source=blog&utm_campaign=rc_blogpost

Sun Salutation: a guide to turn your practice into a moving meditation

Sun Salutation or Surya Namaskar is a sequence of gracefully linked Yoga postures (asanas) performed in a continuous flow along with breath control. In SanskritSurya means “sun” and Namaskar means “to bow down”. Thus,Surya Namaskar is a devotional practice of bowing down to the sun, this light-bringer and most important source of energy for life on planet Earth.

The Sun Salutation practice started during the Vedic period (c. 1500 – c. 600 BCE). Back then, ancient rituals were done outdoors facing east at sunrise and sunset, with lots of mantras from the Vedas (sacred texts of early Hinduism).

However, somewhere along the way, the essential part of the original Namaskar sequence was lost: the understanding of the practice as a moving meditation to connect with the sun´s nourishing energy, a source of wisdom, health, mental clarity, and creativity. Many Yoga practitioners use this elevated practice only as a warm-up exercise to start classes, abandoning the original meaning of the sequence. 

This book is a guide for you to understand the essence of the Sun Salutations as a devotional moving meditation. As you learn to perform the Sun Salutation as a moving meditation, you flow into the harmony of the celestial spheres, raising your state of consciousness and awakening your inner sun. Each asana becomes a gateway to align yourself with the divine geometry, leading you to acquire the characteristics of order and divinity

×
The 46 bennefits of Yoga: taking care of your physical, mental and spiritual health

The art of Yoga can be described as a group of physical, mental, and spiritual practices aimed to purify and transform the mind, invoking a shift in our consciousness to higher levels of perception, gradually awakening the divine spiritual essence within.

Apart from its spiritual philosophy, Yoga has been used as therapeutic support to prevent and treat diseases at various levels. Yoga therapy encourages the integration of the body and mind, using asanaspranayamas, and meditation to improve mental and physical health.

Yoga therapy is emerging as an effective treatment for several health conditions such as stress, chronic pain, Post-Traumatic Stress Disorder (PTSD), insomnia, infertility, diabetes, allergies, asthma, osteoporosis, fatigue, depression, anxiety, low self-esteem, drug addiction, and migraines.

Scientific studies of Yoga demonstrate that mental and physical health are not just closely allied, but are essentially equivalent. Yoga’s healing power is due to it aligning and harmonizing the body and mind, stabilizing the nervous and gradually changing the way you move, breathe and think.

There are countless benefits of Yoga. In this book, the author provides an overview of the 46 most important benefits that regular Yoga practice can bring to your life on physical, mental and spiritual levels. All the research includes the scientific references to ensure that the reader is getting evidence-based information on the different health topics.

×
Winnicott

A importância da obra do médico e pediatra inglês Donald Woods Winnicott reafirma-se cada vez mais no campo da psicanálise, especialmente por seu enfoque original na abordagem dos distúrbios psíquicos infantis.
A perspectiva teórica de Winnicott sobre os distúrbios psíquicos remonta aos estágios mais primitivos do desenvolvimento, isto é, parte da observação contínua da vivência dos bebês na relação com suas mães e das falhas no processo de amadurecimento que podem ocorrer neste período.
Tendo constatado que bebês fisicamente saudáveis podem adoecer logo nos primeiros meses de vida, em razão de vivências traumáticas, Winnicott declarou em 1962: “precisamos chegar a uma teoria do amadurecimento normal para podermos ser capazes de compreender as doenças e as várias imaturidades, uma vez que não nos damos por satisfeitos, a menos que possamos preveni-las e curá-las”. A condução da cura para Winnicott foca-se, portanto, na busca pela detecção e da prevenção das anormalidades, que se produzem no início nos estágios mais primitivos do desenvolvimento infantil.

×